quarta-feira, 14 de julho de 2010

Matéria literária e seus fatores estruturantes

Matéria literária e seus fatores estruturantes

A invenção transformada em palavras é o que chamamos de matéria literária (narrativa, poética ou dramática). È, pois, da arte do autor em inventar ou manipular esses processos e recursos que resulta a matéria literária.
Na composição da matéria narrativa, entram dez fatores estruturantes:
1-O narrador: a voz que fala, enunciando a efabulação.
2-O foco narrativo: o ângulo ou a perspectiva de visão, escolhida pelo narrador para ver os fatos e relatá-los.
3-A história: a intriga, o argumento, enredo, situação problemática, assunto, etc.
4-A efabulação:a trama da ação ou dos acontecimentos, seqüência dos fatos, peripécias ,sucessos,situações, a trama.
5-O gênero narrativo: depende da natureza do conhecimento de mundo e implícito na narrativa podendo assumir três formas distintas: conto, novela, e romance.
6-Personagens: aqueles que vivem a ação.
7-Espaços: ambiente, cenário, paisagem, local.
8-Tempo: período de duração da situação narrada.
9-A linguagem ou discurso narrativo: elemento concretizador da invenção literária.
10-Leitor ou ouvinte: o provável destinatário, visado pela comunicação.

O gênero narrativo e apresenta de três formas distintas

CONTO: tudo no conto é condensado, a efabulação ocorre entorno de uma única ação ou situação, a característica das personagens e do espaço é breve, a duração temporal é curta.
Ele registra um momento significativo na vida da(s) personagem (s), exige concisão e trata de fixar um fragmento da vida.
NOVELA: resulta de uma visão de mundo complexa. È uma longa narrativa estruturada (várias pequenas narrativas, independentes entre si) cuja unidade global é dada pela presença de um elemento coordenador.
Várias aventuras acontecem junto com a trama central, o que predomina é o acontecimento interessa mais o que as personagens fazem, do que os seus problemas interiores ou o que elas são.
ROMANCE: a visão de mundo que fundamenta a forma romance é a de um universo organizado em torno de um sistema de valores coeso e unificado por um pensamento ordenado. Se desenvolve em torno de um único eixo dramático, são muitos os acontecimentos encadeados pela efabulação, mas , todos ligados diretamente ao eixo central, por este justificado.

Linguagem Simbólica

FÁBULAS: animais que representam idéias, intenções, conceitos e vivem situações exemplares.
APÓLOGOS: utilização de seres inanimados que adquirem vida e falam ou agem como humanos em situações exemplares.
PARÁBOLAS: alusão ou analogia que permite uma situação comum, cotidiana, vivida por homens ou mulheres, seja compreendida de imediato em outro nível de significação mais alta, que amplia aquele cotidiano particular e precário para um significado moral amplo e perene ligado ao espírito humano.
ALEGORIA: pela transposição de sentido de um todo completo, do nível narrativo para o nível ideológico, no qual aquele todo completo adquire uma significação diferente daquela que o nível narrativo apresenta.
A linguagem metafórica também é utilizada nas lendas e mitos.
LENDA: tradição oral ou narrativa escrita de atos praticados por santos ou heróis, conforme a fantasia popular.
MITO: narrativa fabulosa transmitida pela tradição, referente a deuses que encarnam simbolicamente as forças da natureza, os aspectos da condição humana. Imagem simplificada, freqüentemente ilusória, que grupos humanos elaboram, aceitam e que tem um papel determinado no seu comportamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário